Pássaro Branco diz que não existem irregularidades nos repasses para o passe livre estudantil

A polêmica teve início na reunião da Câmara dessa quinta-feira, quando o vereador Waltinho, levantou os valores repassados pelo município para a empresa

por Odair Cardoso - Fotos: Gustavo Brito.
13/04/2018 - 18h29

Patos Já - Patos Já - Pássaro Branco diz que não existem irregularidades nos repasses para o passe livre estudantil

Durante a reunião da câmara dessa quinta-feira (13) o vereador Walter Geraldo "Waltinho da Policia Civil", usou a tribuna livre da casa para pedir explicações sobre os repasses de R$ 10 milhões realizados pela prefeitura de Patos de Minas nos últimos quatro anos para a empresa responsável pelo transporte coletivo urbano através do programa Passe Livre. A direção da Pássaro Branco confirmou o montante e explicou que não existem irregularidades.

O engenheiro de transportes da Pássaro Branco, André Gonçalves,disse os dados repassados estão corretos, mas que não há nenhum tipo de irregularidade, uma vez que os valores que são pagos pelo município desde o governo anterior, obedecem ao que é permitido por lei, destacando que a empresa vem cumprindo o exigido, com investimentos que atendem a grande demanda de passageiros atendidos pelo passe estudantil.

André Gonçalves, relembrou que anteriormente o passe livre dos estudantes era custeado pelo usuário comum do transporte coletivo, através da tarifa. O engenheiro disse ainda que foi feita justiça social no momento em que o município assumiu os custos do programa, aliviando a população do ônus. Ele enfatizou também que não há qualquer ilegalidade no processo que é público.

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG