Ponte do Arco: MP diz que município realizará perícia para avaliar estrutura

As obras da estrada da Serrinha, alternativa para o transporte pesado, devem ser finalizadas após o meio do ano

por Odair Cardoso - Fotos: Gustavo Brito.
14/04/2018 - 09h30

Patos Já - Patos Já - Ponte do Arco: MP diz que município realizará perícia para avaliar estrutura

A preocupação com as condições da estrutura da Ponte do Arco, que segue sendo utilizada por veículos com carga excessiva continua. Nessa sexta-feira (13) o Ministério Público realizou audiência para discutir quais medidas devem ser tomadas para resolver o impasse. O município se comprometeu a realizar levantamentos que indiquem qual a real situação da ponte. Enquanto isso, as obras da estrada da Serrinha, alternativa para o transporte pesado, devem ser finalizadas após o meio do ano.

Em 2017 o Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Histórico Cultural de Patos de Minas - Condepac, denunciou ao Ministério Público que a ponte estava sendo utilizada de forma indevida, com a passagem de veículos transportando cargas acima de 15 toneladas, que é o volume máximo permitido. Na época, o MP fez recomendação ao prefeito José Eustáquio, para que proibisse o tráfego pelo local, redirecionando o fluxo para a estrada da Serrinha, que passaria então a ser a via de escoamento da produção.

No entanto, segundo a Promotora de Justiça, Vanessa Dosualdo, as empresas que produzem no Distrito Industrial, não tiveram como cumprir a determinação, considerando a estrutura precária da estrada e levando se em conta por exemplo, a falta de pavimentação, que inviabiliza o transporte de diversos produtos, além de outros problemas estruturais.

Na audiência que contou com a participação dos representantes de todos os setores envolvidos, o debate teve como objetivo, definir estratégias para resolver a situação. A respeito das obras que vão estruturar a estrada da Serrinha, promovendo a ligação com a BR-365, a informação recebida pelo MP é de que estão em andamento e até o mês de julho as adequações já deverão ter sido terminadas.

Durante o encontro, o município assegurou que os recursos estão empenhados para custear as obras nos cerca de 5,5 quilômetros que faltam para a conclusão da pavimentação asfáltica, que dará condições de tráfego para os veículos de grande porte que fazem o escoamento da produção. A promotora disse que a município assumiu o compromisso de realizar um estudo pericial que vai avaliar amplamente quais as condições da Ponte do Arco, que é tombada pelo patrimônio histórico.

Sobre os veículos que realizam a coleta de lixo na cidade e que utilizam a ponte, a promotora disse que uma mudança de trajeto ainda precisa ser estudada. A solução para isso, pode estar na construção de uma nova ponte nos fundos do bairro Cidade Nova, proposta por investidores, ainda não se concretizou. No ano passado o projeto recebeu reprovação do  Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – CODEMA. O órgão alegou preocupação devido a proximidade com o local onde a água que é fornecida a população de Patos de Minas é captada, o que poderia comprometer o abastecimento.

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG